quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Não se compara.

"Eu sou o que sou."  disse Deus, simples, firme, real.

"Eu sou o cara..."  disse o homem, vazio, inocente e duvidoso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário