quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Não se abandone...

Sabe nos dias ruins em que estamos deprimidos, nos dias que já não estamos mais aguentando, e as vezes pensamos em sumir ir para um lugar bem longe, distante de tudo onde possamos ficar sozinhos e esquecidos...

Já me senti assim, eu quis desaparecer, queria que cada átomo de minha matéria se desintegrasse, ocorresse uma autofagia em milésimos, e em vez de "o pó tornar a ser pó" seria só o nada, o vazio. Mais minha mente clareou, e eu vi que não a problema que não podemos superar nem à tentação que não possamos aguentar. 

Desaparecer não é difícil, você pode sumir, pode ficar sozinho se quiser, mais lembre! O pior não é ser esquecido, o pior é esquecer de si mesmo, ruim não é estar sozinho mais abandonar a si próprio, não ser amado não é pior do que recusar o teu próprio amor.

Não se abandone, não esqueça desse ser maravilhoso que es tu, como podemos amar ao próximo como a si mesmo se não conhecemos o nosso próprio amor? Jesus amou todos os homens da terra mesmo sem ter conhecido todos eles, quem somos nós para rejeitar nosso amor próprio...

2 comentários:

  1. Se não nos amarmos, nos respeitarmos e reconhecermos os limites do nosso próprio corpo, a vida será um eterno tormento e querer sumir em nada irá adiantar. Texto lindo e muito inspirador. É um prazer te ler. Aproveito para te dizer que indiquei teu blog para o selo Literário 2013. Passa lá no blog e ver a postagem com as regrinhas. Um abraço Sonhador.
    http://poesiasesonetos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir