quarta-feira, 12 de junho de 2013

Vejo No Olhar...

Vejo um garoto de face fechada, olhar frio parece inocente, porém, intenso. Em seus olhos sinto a rebeldia, típico da juventude onde a força sobra e a consciência as vezes falha, mas vontade de agir não lhe falta e parece querer algo, forçando sua visão além das capacidades humanas tentando chegar aonde não se pode ver. Eles piscam lentamente para não perder nada que ocorra em seu campo de visão. São de um castanho claro, brilham na luz. 

Olhos não sorriam mas esses me parecem serem tão tristes, porém, não encontro lágrimas, acho que são fortes, aprenderam a lhe dar com a dor, as perdas parecem não os abalar, sua resiliência deve ter se fortificado com o tempo.

Vejo um olhar penetrante acompanhado de feições frias que não expressam muita coisa, já busquei entender esse olhar mas não consegui, levantei algumas coisas sobre ele e possivelmente eu tenha o jugado mau, talvez seja só um menino que não encontrou seu próprio caminho, ou talvez eu tenha ficado tempo de mais olhando no espelho...

Nenhum comentário:

Postar um comentário